Lifestyle

Benefícios dos frutos secos

26.11.15

Benefícios dos frutos secos


Já se deu conta que o Natal está cada vez próximo? Impossível não reparar, com as decorações nas ruas, nas montras das lojas e em centros comerciais.
Eu vivo intensamente esta época, porque me remete às felizes memórias de infância, pelo que adoro as decorações, os presentes, o estar em família ao redor da mesa na Ceia de Natal e as iguarias que são servidas, desde as mais tradicionais às variações mais modernas.
O que também é raro faltar na  mesa de Natal são os frutos secos, independentemente do cardápio escolhido. Amêndoas, nozes, pinhões, avelã... há opções para todos os gostos. E sabia que apesar de o Natal ser uma comemoração cristã, este costume remonta à Antiga Roma e às festividades do solstício do Inverno? Com efeito, os romanos presenteavam os amigos e parentes com frutos secos para lhes desejar boa sorte. Aliás, cada um dos frutos tinha um significado: as nozes, por exemplo, relacionavam-se com a abundância e prosperidade; as avelãs evitavam a fome; as amêndoas protegiam as pessoas do efeito das bebidas; e por aí em diante.
A esta altura já deve estar a pensar na desgraça que esta época costuma ser para a linha. Mas sabia que os frutos secos não são os nossos piores inimigos?

Benefícios dos frutos secos


É verdade que nem sempre foram considerados bons para a alimentação, pois eram tidos como alimentos muito gordos. No entanto, hoje em dia, já se sabe que, apesar de os frutos secos oleaginosos terem 80% de gordura, esta não é saturada mas sim monoinsaturada, proporcionando diversos benefícios, entre os quais a redução de risco de doenças cardiovasculares e o controle dos níveis de colesterol e triglicerídeos.
Como se não bastasse, ainda permitem auxiliar o processo de perda de peso! Sim, porque os frutos secos têm a chamada gordura boa, que vai permitir saciar por mais tempo, para além de serem ricos em nutrientes e sais minerais, que fazem com que estes sejam considerados alimentos saudáveis do ponto de vista nutricional e recomendados por vários nutricionistas.
Uma quantidade moderada destas gorduras, numa dieta equilibrada, tem o poder de nos manter sem fome durante mais tempo. E as gorduras monoinsaturadas ajudam a queimar ainda mais gordura, pois ativam o metabolismo ajudando a eliminar gorduras armazenadas.
Mas claro, têm que se comer com moderação! Nada de começar a comer frutos secos sem nenhum controle, pois sendo gordurosos, se forem ingeridos em grandes quantidades, engordam. E, no Natal, temos a acrescentar outra desvantagem: é que não os comemos sozinhos mas sim juntamente com todos os doces e alimentos com gordura, pelo que, se abusar, é natural que contribuam para uns quilinhos a mais.

Benefícios dos frutos secos


De forma mais abrangente, se incluir frutos secos na sua dieta, vai obter vitaminas B1, B5, B9, B2, niacina, ácido fólico, vitamina E, B6, ferro, zinco, magnésio, fósforo, selénio e cobre. E, por isso, o consumo dos frutos secos tem um impacto benéfico em relação a doenças como os diabetes e certos tipos de cancro, bem como em relação a:
Queda de cabelo
Prevenção de radicais livres e do envelhecimento precoce
Melhoria do humor
Alívio de sintomas do TMP (Tensão Pré Menstrual)
Fortalecimento do sistema imunológico
Fortalecimento dos ossos
Melhoria da memória
Convém ainda distinguir outra categorias de frutos secos, aqueles que foram desidratados, como as uvas passas, ameixas ou os figos secos, pois são totalmente diferentes. Neste caso, as características das frutas mantêm-se, embora sem água. Por isso, conservam o teor de açúcar e são pobres em gorduras.

Participação especial da Zaask
Imagens Picjumbo e Pixbay

Outros temas que vais gostar

2 comentários

  1. Não era grande fã de frutos secos, confesso, mas tenho experimentado introduzi-los aos poucos na minha alimentação e gosto cada vez mais :)

    ResponderEliminar
  2. Portanto: só coisas boas :p

    ResponderEliminar

Obrigada pelo seu comentário!